25 de jul de 2010

Cemitérios de Paris

Pere Lachaise



Há quem ache um tanto mórbido, mas, em Paris, eles fazem parte do roteiro turístico.

Que outra cidade no mundo teria um cemitério – o Père-Lachaise – que recebe dois milhões de visitantes por ano?

Falo aqui dos 3 cemitérios mais conhecidos de Paris.




Cemitério de Pere Lachaise (20ème arrondissement)

É o maior e mais frequentado cemitério de Paris e um dos mais famosos do mundo. É um dos pontos turísticos da capital francesa. Além de ter muitos famosos entre os seus "moradores", é também a garantia de um belo passeio. Cerca de dois milhões de pessoas visitam o local por ano.




Père La Chaise (o padre La Chaise), era o confessor do rei Luis XIV, um sacerdote que possuía uma residência no local em 1675. Todos os grandes do reino vinham consultá-lo, por causa da sua influência.


Inaugurado com o enterro de uma menina desconhecida de apenas cinco anos de idade em 1804, o "Cemitério do Leste" foi destinado a receber os moradores de quatro distritos de Paris.




Mas os parisienses resistiam a enterrar seus entes queridos no então bairro pobre. Em 1804, havia apenas 13 túmulos; em 1807, 49; e em 1812, 833.

Em 1817, foi feita uma jogada de marketing: os restos mortais dos célebres amantes Eloísa e Abelardo, de Molière e de La Fontaine foram enterrados no local, onde nunca mais faltaram ocupantes, ilustres ou não, e que manteve o nome de Père-Lachaise.

A "importação" de defuntos renomados deu tão certo que o lugar se transformou num dos principais pontos turísticos de Paris.


Como ele é imenso - possui uma área equivalente a mais de 50 campos de futebol - e há tanta gente famosa enterrada ali, guias organizam passeios temáticos: é possível visitar só as sepulturas de mestres da literatura ou só a de mestres da música, por exemplo.


Crematório do Pere Lachaise
O curioso é que a popularidade que o Père Lachaise tanto procurou hoje rende alguns problemas. 

A administração do cemitério já tentou transferir de lá um dos túmulos mais visitados, o de Jim Morrison - local de concentração de fãs, no mínimo, barulhentos. Mas, como esse túmulo foi arrendado para sempre, enquanto existir o Père Lachaise, Jim Morrison descansará por lá. É protegido por grades de metal, após ter sido alvo da ação de vândalos.

Teve cinco ampliações: em 1824, 1829, 1832, 1842 e 1850, passando de 17 a 43 hectares.

Na entrada você pode pedir um mapa do cemitério (grátis), que traz a localização dos túmulos mais famosos. Entre eles:

Molière (1622-1673), Honoré de Balzac (1799-1850), Oscar Wilde (1854-1900), Frédéric Chopin (1810-1849), Edith Piaf (1915-1963), Allan Kardec (1804-1869), Sarah Bernhart, Gay-Lussac, Abelardo e Eloísa, Yves Montand, Marcel Proust, Simone Signoret. Mas o mais visitado é do cantor Jim Morrison (1943-1971)


Jim Morrison

(veja: Jim Morrison em Paris)  



Abelardo e Heloisa

Ao sul do cemitério se encontra o Muro dos Federados, contra o qual 147 dirigentes da Comuna de Paris foram fuzilados em 28 de maio de 1871. Vários dos seus membros descansam aqui.

Alan Kardec


Edith Piaf


A visita geral do cemitério é feita em 2 horas. Visitas guiadas: de março a novembro, das 8 às 17h30. Sábados e domingos, das 9 às 18h.


visita virtual: http://www.pere-lachaise.com/ (em inglês ou fancês)

Metrô: Père Lachaise, Philippe Auguste, Gambetta ou Alexandre Dumas



Muro dos Federados, aonde foram fuzilados 147 dirigentes da Comuna de Paris, em 1871






Cemitério de Montparnasse (14ème arrondissement)





O cemitério de Montparnasse foi colocado fora das muralhas da cidade por Napoleão, para substituir os pequenos e já lotados cemitérios que eram uma ameaça à saúde.

Foi inaugurado em 1824 e se tornou lugar de repouso de muitos parisienses famosos.

Como os outros cemitérios da cidade, é dividido em trilhas rigidamente dispostas, formando blocos. Possui 18 hectares.

Ele compõe com o Père Lachaise e o Montmartre a tríade de mais famosos de Paris.

Lá estão enterradas também várias personalidades de renome mundial: o casal Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir, Charles Baudelaire, os escritores Guy de Maupassant e Julio Cortazár, a atriz Jean Seberg, Serge Gainsbourg, entre outros. 

 
Sartre e Simone de Bevoir


Serge Gainsbourg


Algumas das esculturas em seu interior são famosas, como a estátua Anjo do Sono Eterno e O Beijo.









O Anjo do Sono Eterno, de H. Daillion,
em bronze, uma obra-prima do cemitério













O Beijo é uma famosa escultura do artista romeno Constantin Brancusi (que está enterrado lá), que mostra dois amantes entrelaçados num beijo apaixonado, separados apenas por uma linha.




Constantin Brancusi realizou uma primeira versão de "O Beijo" em 1907, depois a simplificou e a transformou em monumento fúnebre no cemitério de Montparnasse, em 1910, dedicando-a a uma amiga que se suicidou por amor.

Metrô: Edgar Quinet





Cemitério de Montmartre (18ème arrondissement)


Foi construído em 1825 próximo à Basílica de Sacre-Coeur.


 



O cemitério de Montmartre oferece a beleza de seus jardins e os túmulos de alguns notáveis personagens da cultura como: os escritores Alexandre Dumas Filho, Stendhal e Émile Zola, o cineasta François Truffaut e a popular cantora Dalida. Metro Place de Clichy.


Dalida

Zola









Veja também:
Jim Morrison em Paris  
Gares de Paris, RER, Transportes
Regiões e Departamentos da França
Doce França e Paris - Dicas de Viagem
 

Paris Iluminada no Natal
Ano Novo Chines em Paris
Paris para Crianças
La Défense
Paris à Noite
Les Halles, Chatelet et Beaubourg
Jardin du Luxembourg
Opéra e Madeleine
Chaillot e Trocadero
Tuileries
Reveillon em Paris
Tour Eiffel e Invalides
Saint Germain des Prés
Paris para os Apaixonados
Igrejas de Paris
Pontes de Paris
Marais
Montparnasse
Montmartre
Quartier Latin
Saint Germain des Prés
Passagens Cobertas de Paris
Ile de La Cité
Ile St Louis
Sugestões de Hotéis em Paris
Versailles

Vale do Loire
Páscoa na França
Strasbourg
Mercados de Natal na França
Saint Malo Cancale
Mont Saint Michel
Lourdes
Saint Jean Pied de Port
Caminho de Santiago na França
Biarritz
Pau, Aquitaine e País Basco Francês

Culinária Francesa
Receitas
Queijos
Vinhos
Músicas Francesas

Saint Tropez
Cannes
Nice
Marseille

Saudações
Pedindo Informações
Ao Telefone
Fazendo Compras
No Médico
Mais Frases Úteis
Tempo, Hora e Data
Amor e Paquera
No Trabalho
Datas Especiais, Mensagens de Aniversário e Natal
Viagem
Correspondência
Ditados Populares e Expressões em Francês
Conversando e Expressões em Francês
Rio de Janeiro La Ville Merveilleuse 









3 de jul de 2010

Biarritz (Aquitaine)





Biarritz - em basco Miarritze - é uma das principais cidades do País Basco francês. Fica na Região de Aquitaine, Departamento Pyrénées Atlantique.

Cassino de Biarritz


Antigamente era um porto pesqueiro. A sua transformação em balneário começou com a condessa espanhola Eugénie de Montijo, que costumava passar lá o verão. Seu marido, Napoleão III, construiu para ela um palácio de frente para o mar, (hoje o Hôtel du Palais), e também a Chapelle Impériale




Como chegar:





De Paris, por TGV, saindo da Gare de Montparnasse, são 5 horas de viagem (faça a simulação da sua viagem aqui ao lado e veja os horários e os preços em Reais). A estação de trem da cidade fica a 3 km do centro. 

Tem diversos vôos diários de Paris, partindo de Orly, do Charles de Gaulle, e de Lyon. A viagem leva mais ou menos 1 hora e 20 minutos. O aeroporto Biarritz-Anglet-Bayonne fica 3,2 km de Biarritz.



Rochedo da Virgem (Le Rocher de la Vierge)



Antigamente era ligado à terra por uma ponte de madeira e hoje por uma ponte estreita metálica desenhada por Gustave Eiffel.

Em 1865, uma cruz e uma estátua da Virgem foram colocados lá. Diz a lenda que, marinheiros querendo retornar ao pequeno porto dos tiveram que lutar durante horas contra as grandes ondas em uma forte tempestade. Um raio de luz os atraiu e guiou para esse local e eles foram salvos milagrosamente. Então colocaram uma estátua da Virgem em agradecimento Da parte superior, podemos admirar toda a costa.


 
Compras:

Centro de Biarritz



Galeries Lafayette - 17, Place Clemenceau
Loja de departamentos com marcas internacionais, parece um shopping tradicional, mas com o requinte francês. Grifes, artistas expondo suas obras e um restaurante dentro do estabelecimento.

Avenue Victor Hugo

Partindo da Place Clemenceau, em Port Vieux, chega-se a essa elegante Avenida, com livrarias e cafés requintados. Também é ponto de comércio de roupas e artesanato.



Avenue Edouard VII

Local das lojas de grife e de roupas esportivas.

Les Halles
Grande mercado coberto que abre apenas pela manhã. Vende deliciosos presuntos e chorizos bascos. Abre das 7h30 às 13h30.




Hotéis:


Hôtel Atalaye, 6 rue des Goélands 05.59.24.06.76 - De € 35 a € 84

Hôtel Gardénia, 19 av Carnot, 05.59.24.10.46 - De € 33 a € 63



Hôtel Maïtagaria, 34 av Carnot, 05.59.24.26.65 - De € 47 a € 80

Hostellerie Victoria, 12 av de la Reine Victoria, 05.59.24.08.21

Hôtel du Palais , 1 Avenue de l’Impératrice, 05 59 41 64 00
http://www.hotel-du-palais.com/ - De €370 a €520 é a "grande dama" de Biarritz, com seus jardins terminando no mar.

Hôtel Edouard VII , 21 Avenue Carnot, 05 59 22 39 80

Hotel Tonic , 58 Avenue Edouard VII, 05 59 24 58 58
http://www.tonichotel.com/ - De €155 a €295



Os hotéis mais baratos ficam perto do velho porto e do mercado:



Hôtel Maïtagaria (34 Avenue Carnot, 05 59 24 26 65,

Argi Eder, 13 Rue Peyroloubilh, 05 59 24 22 53
http://www.hotel-argieder.fr/ €42-€80



Maison Garnier , 29 Rue Gambetta, 05 59 01 60 70,




Hotel du Palais, construído por Napoleão III para a imperatriz Eugênia









Praias:

O surf foi introduzido na França em 1957 e logo se instalou no balneário de Biarritz e proximidades, como Anglet e Hossegor, na Costa Basca. Os adeptos do surf tem cursos especializados.


La Plage du Miramar





Praia de mar agitado, aonde o surf é proibido e o bodyboard é regulamentado.



La Grande Plage





Uma das maiores praias, que se estende do norte ao Sul da baía, entre o Hotel do Palácio e o Bellevue. Situada perto do comércio, cafés e restaurantes. As zonas de banho e de prática de surf são frequentemente deslocadas, em função da maré e do estado do mar. Uma informação diária é colocada no posto de socorro.



Le Port Vieux





Pequena praia próxima ao centro da cidade. É muito frequentada por famílias com crianças. Normalmente o mar é calmo e oferece boas condições para o banho. A Pesca submarina é proibida até 150 metros da margem.



La Côte des Basques





Berço do surf, praia com vista para a costa da Espanha, cercada por penhascos. O banho é suspenso com a maré cheia, por falta de acesso.


La Plage de Marbella





Uma bonita praia, uma prolongação da Costa Basca. É apreciada para a prática de surf e de bodyboard.



La Plage de la Milady





Grande praia bastante frequentada pelos moradores de Biarriz.



Museus e Igrejas

Musée de la Mer - Esplanade du Rocher de la Vierge, 05 59 22


Um bom programa para a família, com mais de 150 espécies de peixes, tartarugas, tubarões e focas, que dão um espetáculo à parte quando são alimentadas . Aberto diariamente das 10h30 até as 17h.

Musée du Chocolat - Avenue Beau Rivage,05 59 41 54 64 - Conta a história do cultivo da semente de cacau pelos bascos, com direito a sessão de degustação.


Musée Historique de Biarritz - Rue Broquedis, 05 59 24 86 28. Conta a história local em uma antiga igreja anglicana, com fotos dos turistas aristocratas britânicos.


Museu Basco - 37, quai des Corsaires, 64100

Após tantas referências aos bascos em vários recantos da cidade, nada melhor do que ir a fundo na história desse povo. Funciona de terça a domingo.



Musée d’Art Oriental - 1, Rue Guy Petit, 64200

Apresenta uma das maiores coleções de arte da Ásia do mundo.



La Chapelle Impériale - Rue Pellot, 64200

A harmoniosa capela, nos estilos romano-bizantino e hispano-mourisco, é dedicada à virgem negra mexicana Nossa Senhora de Guadalupe. Aberta aos sábados, das 14h30 às 18h - é preciso marcar a visita previamente.


Église Alexandre Newsky - 8, Av. de l'Impératrice

Exemplar da Igreja Ortodoxa Russa, se impõe na avenida. Foi levantada pela aristocracia da Rússia antes da Revolução Soviética, no início do século 20.


Igreja de Saint-Martin

Erguida no século 12, é a igreja mais antiga da cidade e representa o estilo gótico na região. Recentemente, o órgão foi restaurado e também virou atração pela qualidade do som produzido.


Casino Barrière de Biarritz - 1, Av. Edouard VII

Requintado, oferece shows musicais e exposições artísticas. Tem três bares, três restaurantes e uma boate.



Culinária

Entres as especialidades bascas estão o piperade (uma mistura de presunto, pimenta, tomate e cebola), o chipiron (lula pequena), carne e peixe cozidos a la plancha (cozidos na chapa com sua própria gordura);





piperade e chipiron





Entre as bebidas alcóolicas estão a cidra ou Patxaran (licor feito com semente de anis, ameixa silvestre e baunilha).



Eventos



A maioria dos eventos acontece em julho, como o Biarritz Surf Festival, quando os surfistas de todo o mundo aparecem à procura de altas ondas e glória.

O Festival de Cinema de Biarritz atrai milhares de turistas. Este ano se realizará de 21 a 24 de julho.


Em maio acontece o Festival de Arte de Rua com fogos de artifício na Grand Plage, nas noites quentes de julho e agosto.




Veja também:

Pau, Aquitaine e País Basco Francês
Paris Prática


Caminho de Santiago na França

Saint Tropez
Cannes
Nice
Marseille
Culinária Francesa
Receitas
Queijos
Vinhos
Músicas Francesas
14 de Julho em Paris
Sugestões de Hoteis em Paris
Reveillon em Paris
Páscoa na França
Strasbourg
Mercados de Natal na França
Paris para os Apaixonados
 

Gares de Paris, RER, Transportes
Doce França e Paris - Dicas de Viagem

Giverny
Rueil Malmaison
Versailles

Plages de Debarquement - Normandia
Vale do Loire
Saint Malo
Cancale
Mont Saint Michel

Lourdes
Saint Jean Pied de Port

Rio de Janeiro La Ville Merveilleuse


Saudações
Pedindo Informações
Ao Telefone
Fazendo Compras
No Médico
Mais Frases Úteis
Tempo, Hora e Data
Expressões de Futebol
Amor e Paquera
No Trabalho
Datas Especiais, Mensagens de Aniversário e Natal
Viagem
Correspondência
Ditados Populares e Expressões em Francês
Conversando e Expressões em Francês
Regiões e Departamentos da França